Etiquetado: Érica Zíngano

Brief von Érica Zíngano

1

berlin1

2

berlin2

3

berlin3

4

berlin4

5

berlin5

 

seguindo a ordem que lhe convier (intuitivo! intuitivo!),
redistribua a lista segundo a sua prioridade de sensações:

– uma cerveja com boca de estrela;
– gentrificação X terror (destroços, destroços);
– cruzar a alexanderplatz;
– o restaurante tailandês é sempre uma boa pedida;
– o alcoviteiro é um médium disfarçado de poeta;
– abrir a janela, fechar a janela;
– a cafeteira faz café como a fontana di trevi faz café;
– o que o xul solar tem que ver com isso?;
– por que você carrega um jogo da memória dentro das suas calças?;
– por supuesto: érica & hide + café com leite = ???;
– neukölln é o espelho invertido da minha secretária no rato;
– U8, azul – azul claro ou azul escuro?;
– a casa do brecht ficou por me esperar;
– se encontrar na alexanderplatz;
– fumar um cigarro na cozinha, quando todos já estiverem dormindo;
– todos somos mesmo raros?;
– escaleras peludas, pileta calienta, ¿qué horas son mi corazón?;
– praticar a ironia como figura de estilo;
– um desconhecido de olhos azuis (houve encaixe): um convite para o almoço:
no metro: descer na próxima estação: não obrigada, já tenho compromisso;
– fiz uma foto pensando em você;
– rimbaud, o rapaz raro;
– polizei, could you explain how can i meet my past?
– no eis 36 descobri que tenho uma irmã chamada consuelo;
– o diabo mora ao lado;
– se perder na alexanderplatz;
– por que a chave ficou presa na porta?;
– o poema (Speisekarte), batido à máquina, ficou me esperando em casa;
– 28 não é o meu número da sorte, é o meu número da morte;
– tive meia hora para poder me perder antes do avião decolar;
– por que você não para de chorar?;
– as crianças gostaram muito do seu livro;
– o tubo de frankfurt chegou na hora certa, obrigada;
– quantos níveis de transparência possui a sua fala?;
– o exército de párpados (um mais baixo do que o outro);
– o osso do cortázar flutuando pelo canal na sua boca;
– encontro na apotheke, uma cama de gatos afetiva;
– o poema, dito de cor e salteado, dança nos meus dedos;
– as folhas vermelhas, as folhas amarelas, as folhas no chão,
o som das folhas no chão;
– étoile — moi, toi et lui et elle;
– a combinação do tarot na diagonal: o tarot fenomenológico indica
céu aberto na próxima sessão de sombras;
– o vestido de noiva dos mutantes às quatro da manhã;
– onde você esqueceu as suas meias?;
– macumba dentro da mala, a sala de visitas recebe novos convivas;
– rauchen / ruah;
– ainda não acabou;
– você está sempre pensando na sua casa, mas a sua barriga carrega
a sua casa;
– ora, ora;
– o caminhão de mudanças, uma garrafa d’água e um par de sapatos novos.

Disenhos e texto (c) 2013: Érica Zíngano